Normal view MARC view ISBD view

Role of microRNAs and epigenetics modifications in paclitaxel resistance in a breast cancer cell line model / Catarina Isabel Moreira da Silva Duarte ; orient. Bruno Costa Gomes, António Sebastião Rodrigues

Main Author Duarte, Catarina Isabel Moreira da Silva Secondary Author Gomes, Bruno Costa
Rodrigues, António Sebastião
Language Inglês. Country Portugal. Publication Lisboa : NOVA Medical School , 2022 Description 228 p. : il. Abstract RESUMO: O cancro da mama (CM) teve a maior incidência de novos casos de cancro mundialmente em 2020, representando 11,7% do total de novos casos de cancro. Para além disso, o CM é a maior causa de mortalidade relacionada com cancro em mulheres. Apesar do progresso no desenvolvimento de novas terapias, vários doentes recidivam após algum tempo devido à aquisição de resistência a fármacos em cancro (RFC), sendo um dos maiores obstáculos para o sucesso do tratamento. Atualmente é estimado que mais de 90% dos doentes com cancro metastático é devido à RFC. Os mecanismos associados a RFC incluem o aumento do efluxo de fármacos, principalmente por transportadores ATP-binding cassete (ABC), e modificações epigenéticas, como a metilação aberrante do ADN e alterações na expressão de microRNAs (miRNAs). Neste projeto, desenvolvemos uma linha celular (MDA-MB-231) resistente ao paclitaxel (PAX) a diferentes concentrações, nomeadamente, 400 nM, 800 nM e 1000 nM. A resistência foi monitorizada pelo ensaio MTT, que permite determinar a viabilidade celular, e por alterações na morfologia das células, nomeadamente nos núcleos, lisossomas e citoplasma, tendo sido detetadas através de microscopia confocal. As células resistentes apresentam um aumento no número e tamanho dos núcleos e na dimensão do citoplasma. Na concentração 1000 nM, foi detetado um aumento acentuado no número de lisossomas. De seguida, estudou-se o efeito do PAX no ciclo celular das células resistentes através de citometria de fluxo, onde foi observada uma paragem do ciclo celular das células MDA-MB-231/ 1000 nM na fase G2. Adicionalmente, a relação entre a metilação do ADN e PAX foi estudada através de um kit de 5-mC ELISA, onde foi observado um comportamento oscilatório. Por último, obtivemos um perfil de expressão de 118 miRNAs, diferencialmente expressos em MDA-MB-231/ 1000 nM e MDA-MB-231, juntamente com os potenciais genes alvo (1922 genes). O conjunto de miRNAs, assim como os seus potenciais genes alvo, identificados nos nossos resultados poderão vir a ser usados para uma deteção precoce da resistência ao PAX em CM.
ABSTRACT: Breast cancer (BC) had the highest incidence of new cases of cancer worldwide in 2020, representing 11.7% of total new cases of cancer. Moreover, BC is the largest cause of cancer-related mortality in women. Despite the improvements in patients’ outcomes with chemotherapy, the development of cancer drug resistance (CDR) is an obstacle to a successful treatment. In fact, CDR is responsible for treatment failure in over 90% of patients with metastatic cancer. The mechanisms associated with CDR include the increase of drug efflux, mainly by ATP-binding cassette (ABC) transporters, and epigenetic modifications, such as aberrant DNA methylation and alterations in microRNAs (miRNAs) expression. In this project, we developed resistance to 400 nM, 800 nM, and 1000 nM of paclitaxel (PAX) in the MDA-MB-231 cell line. The resistance was monitored by the measurement of cell viability, through MTT, and changes in cell morphology, namely in the nucleus, lysosomes, and cytoplasm, which were detected by confocal microscopy. Resistant cells showed an increase in the size and number of nuclei and enlarged cytoplasm. At 1000 nM, an increase in the number of lysosomes was also detected. The effect of PAX in the cell cycle of resistant cells was evaluated by flow cytometry, where an arrest of the cell cycle of MDA-MB-231/ 1000 nM cells in the G2 phase was clear. Moreover, the relationship between DNA methylation and PAX was studied using a specific 5-mC ELISA kit, where an oscillatory behavior was observed. Finally, a profile of 118 miRNAs differentially expressed in MDA-MB-231/ 1000 nM and MDA-MB-231 was obtained, as well as their 1922 potential genes targets. The signature of miRNAs and their putative targets identified in our analysis might be used as biomarkers for an early-detection of PAX resistance in BC.
Topical name Breast Neoplasms
microRNAs (miRNAs)
Drug Resistance
Academic Dissertations
Index terms Universidade NOVA de Lisboa
NOVA Medical School
Dissertação de Mestrado
Bioquímica para a Saúde
2022
CDU 616 Online Resources Click here to access the eletronic resource http://hdl.handle.net/10362/137617
Tags from this library: No tags from this library for this title. Log in to add tags.
    average rating: 0.0 (0 votes)
Holdings
Item type Current location Call number url Status Date due Barcode
Documento Eletrónico Biblioteca NMS|FCM
online
RUN http://hdl.handle.net/10362/137617 Available 20220098

RESUMO: O cancro da mama (CM) teve a maior incidência de novos casos de cancro mundialmente em 2020, representando 11,7% do total de novos casos de cancro. Para além disso, o CM é a maior causa de mortalidade relacionada com cancro em mulheres. Apesar do progresso no desenvolvimento de novas terapias, vários doentes recidivam após algum tempo devido à aquisição de resistência a fármacos em cancro (RFC), sendo um dos maiores obstáculos para o sucesso do tratamento. Atualmente é estimado que mais de 90% dos doentes com cancro metastático é devido à RFC. Os mecanismos associados a RFC incluem o aumento do efluxo de fármacos, principalmente por transportadores ATP-binding cassete (ABC), e modificações epigenéticas, como a metilação aberrante do ADN e alterações na expressão de microRNAs (miRNAs). Neste projeto, desenvolvemos uma linha celular (MDA-MB-231) resistente ao paclitaxel (PAX) a diferentes concentrações, nomeadamente, 400 nM, 800 nM e 1000 nM. A resistência foi monitorizada pelo ensaio MTT, que permite determinar a viabilidade celular, e por alterações na morfologia das células, nomeadamente nos núcleos, lisossomas e citoplasma, tendo sido detetadas através de microscopia confocal. As células resistentes apresentam um aumento no número e tamanho dos núcleos e na dimensão do citoplasma. Na concentração 1000 nM, foi detetado um aumento acentuado no número de lisossomas. De seguida, estudou-se o efeito do PAX no ciclo celular das células resistentes através de citometria de fluxo, onde foi observada uma paragem do ciclo celular das células MDA-MB-231/ 1000 nM na fase G2. Adicionalmente, a relação entre a metilação do ADN e PAX foi estudada através de um kit de 5-mC ELISA, onde foi observado um comportamento oscilatório. Por último, obtivemos um perfil de expressão de 118 miRNAs, diferencialmente expressos em MDA-MB-231/ 1000 nM e MDA-MB-231, juntamente com os potenciais genes alvo (1922 genes). O conjunto de miRNAs, assim como os seus potenciais genes alvo, identificados nos nossos resultados poderão vir a ser usados para uma deteção precoce da resistência ao PAX em CM.

ABSTRACT: Breast cancer (BC) had the highest incidence of new cases of cancer worldwide in 2020, representing 11.7% of total new cases of cancer. Moreover, BC is the largest cause of cancer-related mortality in women. Despite the improvements in patients’ outcomes with chemotherapy, the development of cancer drug resistance (CDR) is an obstacle to a successful treatment. In fact, CDR is responsible for treatment failure in over 90% of patients with metastatic cancer. The mechanisms associated with CDR include the increase of drug efflux, mainly by ATP-binding cassette (ABC) transporters, and epigenetic modifications, such as aberrant DNA methylation and alterations in microRNAs (miRNAs) expression. In this project, we developed resistance to 400 nM, 800 nM, and 1000 nM of paclitaxel (PAX) in the MDA-MB-231 cell line. The resistance was monitored by the measurement of cell viability, through MTT, and changes in cell morphology, namely in the nucleus, lysosomes, and cytoplasm, which were detected by confocal microscopy. Resistant cells showed an increase in the size and number of nuclei and enlarged cytoplasm. At 1000 nM, an increase in the number of lysosomes was also detected. The effect of PAX in the cell cycle of resistant cells was evaluated by flow cytometry, where an arrest of the cell cycle of MDA-MB-231/ 1000 nM cells in the G2 phase was clear. Moreover, the relationship between DNA methylation and PAX was studied using a specific 5-mC ELISA kit, where an oscillatory behavior was observed. Finally, a profile of 118 miRNAs differentially expressed in MDA-MB-231/ 1000 nM and MDA-MB-231 was obtained, as well as their 1922 potential genes targets. The signature of miRNAs and their putative targets identified in our analysis might be used as biomarkers for an early-detection of PAX resistance in BC.

There are no comments for this item.

Log in to your account to post a comment.